No século XXI, praticamente ninguém nega que exista um problema global: a poluição atmosférica é uma realidade e afeta todo o planeta como um todo. Uma das conseqüências desse fenômeno é a ameaça de espaços naturais de grande valor ecológico. Para enfrentar tal ameaça, muitos países protegem os ecossistemas que poderiam estar em perigo se não houvesse proteção especial.

Espaços de grande valor

As reservas ecológicas, também conhecidas como reservas naturais, não são territórios simples como os outros. Eles são de interesse especial porque contêm espécies de flora e fauna que estão ameaçadas e podem se tornar extintas.

A fim de preservar adequadamente esses espaços, algumas medidas fundamentais são tomadas:

1) proibir certas atividades econômicas dentro da área natural (por exemplo, se uma área de terra impede a atividade de mineração e se é um território costeiro, a pesca indiscriminada é proibida) e

2) limitar o acesso de pessoas (na maioria das reservas, os visitantes têm acesso restrito a certas áreas de valor ecológico especial).

Educação e pesquisa

As reservas ecológicas não só têm interesse do ponto de vista da fauna, flora e ecologia, como também têm um valor formativo para toda a sociedade.

Nestes espaços, as crianças em idade escolar podem aprender todo o tipo de conhecimentos sobre a vida selvagem e a importância do respeito pelo ambiente.

Por outro lado, nesses espaços, os pesquisadores encontram um laboratório perfeito para realizar todos os tipos de atividades.

Rentabilidade econômica também é possível

Pode-se pensar que uma reserva natural poderia ser usada para todos os tipos de projetos de grande escala: parques temáticos, áreas de lazer ou atividades de mineração. Essa avaliação não se ajusta à realidade, pois existem muitas reservas naturais que combinam respeito ao meio ambiente com rentabilidade econômica.

Um bom exemplo é o Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, um parque que recebe milhões de turistas todos os anos e gera muitos empregos.

Países como Costa Rica, Peru ou Nova Zelândia decidiram, decididamente, proteger suas reservas naturais e, como resultado, tornaram-se líderes mundiais em turismo sustentável.

Atualmente, existem mais de 600 reservas naturais distribuídas em mais de 120 países. Todos eles estão integrados na Rede Mundial de Reservas da Biosfera promovida pela UNESCO e constituem um tesouro para toda a humanidade.

Imagem: Fotolia – Simoneeman