CCN

Centro cultural da Nnemann

Página 2 de 8

Impacto dos Agroquímicos

Um dos maiores problemas não visíveis, pelo menos não a olho nu, é a grande quantidade de substâncias tóxicas presentes nos alimentos que comemos todos os dias. Estes são substâncias pesticidas e herbicidas que juntos são conhecidos como agrotóxicos .

Estas substâncias, pertencentes a vários tipos químicos, são usadas para controlar insetos e microorganismos, como fungos que podem afetar as culturas. Embora pareçam ser completamente necessárias, apresentam uma série de efeitos adversos para a saúde humana. Muitos desses efeitos podem causar danos e lesões permanentes, como é o caso da mielomeningocele associada ao uso de produtos à base de hidrocarbonetos.

Isto faz com que seja um tema quente. A importância do impacto dos agrotóxicos é que é um tópico sobre o qual não sabemos muito, mas que tem um grande impacto tanto para quem o manipula e aplica, quanto para aqueles que consomem a comida em que foram aplicados.

Efeito na saúde humana

Uma vez que estas substâncias entrem no corpo, podem causar uma série de danos.

As condições mais comumente associadas à exposição a agrotóxicos são doenças malignas e degenerativas.

Doenças malignas abrangem vários tipos de câncer. Os mais comuns são tumores como leucemias e linfomas.

Entre os distúrbios degenerativos, os mais comuns são os distúrbios das células germinativas, que alteram a capacidade reprodutiva causando infertilidade ou o aparecimento de malformações congênitas na prole. Outros incluem problemas degenerativos principalmente ao nível do sistema nervoso, como neuropatias dolorosas e paralisia.

Uso responsável ou proibição destes produtos?

Os produtos agrotóxicos devem ser usados ​​somente por pessoas devidamente treinadas para fazê-lo .

É necessário que aqueles que devem manipular essas substâncias estejam familiarizados com a maneira pela qual podem entrar no organismo, os efeitos adversos que podem causar, os comportamentos preventivos a serem seguidos, bem como seu uso e manejo adequados.

Muitas vezes os trabalhadores agrícolas acabam "fumigados" com esses produtos, ou não usam o equipamento de proteção apropriado, ainda pior é possível que eles reciclem os recipientes dessas substâncias para armazenar água ou outros produtos de consumo.

Os especialistas concordam que o primeiro passo é proibir o uso desses produtos até que tenham certeza de que a população em geral, e especialmente os grupos que lidam com essas substâncias, sejam devidamente educados nesses aspectos.

É até necessário levar em conta que é possível que produtos rotulados como seguros ou pouco tóxicos tenham um efeito adverso no organismo muito maior do que se acredita ter .

Uma maneira de combater o uso a longo prazo de agroquímicos é através da conscientização da necessidade de preferir alimentos orgânicos aos transgênicos como medida para prevenir o dano dos agrotóxicos à saúde .

Imagem: Fotolia. dan177, funkyfrog

Pactos da Moncloa

Quando os espanhóis começaram uma fase democrática após a ditadura de Franco, o país estava em uma situação econômica muito difícil. A inflação atingiu níveis exorbitantes, o desemprego estava aumentando e as empresas tinham dívidas significativas.

O então governo da UCD liderado por Adolfo Suárez teve que enfrentar um triplo desafio: curar as feridas sociais causadas pelo estágio totalitário anterior, consolidar o sistema democrático em face de ameaças de golpe e grupos terroristas e limpar a economia que foi encontrada em uma situação convulsiva causada pela crise do petróleo de 1973.

Em 1977, as diferentes forças políticas concordaram em corrigir o curso da nação. Este acordo é conhecido como os Pactos da Moncloa.

Partidos políticos com representação parlamentar assinaram uma aliança para impulsionar a economia nacional

Os Pactos de Moncloa foram aprovados em outubro de 1977 após as primeiras eleições gerais do período democrático. As principais medidas implementadas afetaram todos os tipos de áreas e instituições.

Uma política de saneamento econômico foi implementada, uma melhoria nos sistemas de controle de gastos públicos, uma reforma da previdência social e do sistema financeiro, novas medidas para promover o urbanismo e o acesso à moradia, reformas no o sistema educacional, a promoção de empresas públicas e novas políticas para o desenvolvimento da agricultura e da pesca.

Em resumo, medidas foram adotadas para que a economia tivesse uma base mais sólida e efetiva.

As medidas adotadas foram eficazes como um todo

Como resultado dos acordos, a inflação foi reduzida (em 1977 atingiu os níveis de 26% e no ano seguinte foi reduzida para 16%). Ao mesmo tempo, a instabilidade econômica foi visivelmente reduzida.

Para além das medidas económicas, deve-se notar que estes acordos mostraram que o governo e a oposição tinham que chegar a acordos e abandonar o confronto sistemático. Do ponto de vista político, o clima de diálogo que foi gerado foi decisivo para um novo desafio, a elaboração de uma nova Constituição.

Actualmente, este acto é uma referência histórica e, neste sentido, foi afirmado que seria necessária uma nova edição desses acordos.

Depois de mais de quarenta anos, a maioria dos historiadores considera que eles foram fundamentais no período de transição para a democracia.

Naufrágio do Titanic

Uma noite em abril de 1912, o maior transatlântico construído inesperadamente atingiu um iceberg e em poucas horas acabou nas profundezas do oceano. O naufrágio do Titanic é muito mais do que a história de uma simples catástrofe na história da navegação.

Este episódio histórico pode ser analisado sob várias perspectivas: a história dos sobreviventes, as múltiplas anedotas que a cercam ou a análise dos erros humanos associados ao acidente.

Além disso, é possível analisar o que aconteceu como uma parábola a partir da qual podemos extrair algumas lições.

O que podemos aprender?

Aqueles que construíram o Titanic alegaram que se tratava de um navio indestrutível, mas a realidade dos fatos provou o contrário. Isso nos lembra que em muitas ocasiões confiamos em nossos pontos fortes e acreditamos que podemos superar todos os obstáculos.

O capitão do navio foi avisado várias vezes sobre a possibilidade de atingir um iceberg, mas considerou que a situação estava sob controle. Isso deve nos ensinar que não estamos sempre de posse da verdade e que existe a possibilidade de estarmos profundamente enganados.

Aqueles que estudaram as características técnicas do Titanic alegam que o transatlântico foi construído com pressa e sem medidas preventivas adequadas. Da mesma forma, se vamos começar um grande projeto, temos que ser cautelosos e tomar medidas para evitar erros indesejáveis.

Quando os restos do navio foram encontrados em 1985, verificou-se que os rebites usados ​​para fazer o casco não eram os mesmos e que eles foram colocados de forma irregular. Isso nos lembra que, em qualquer grande projeto, todos os detalhes são importantes.

Apenas 700 passageiros podem ser salvos e mais de 1500 morreram

Hoje sabe-se que o número de sobreviventes teria sido muito maior se os passageiros tivessem colaborado durante o naufrágio.

Embora a causa final do colapso tenha sido o impacto com o iceberg, ainda existem enigmas que não foram esclarecidos. Nesse sentido, é provável que nunca cheguemos a uma conclusão definitiva sobre algo, mas isso não significa que devamos desistir da busca pela verdade.

Há sempre algum gelo invisível que põe em perigo nossos planos

O iceberg que ele colidiu foi uma grande rocha de gelo que não era facilmente visível à noite. Algo semelhante pode acontecer a qualquer um de nós, não vemos claramente certos perigos e acreditamos que tudo está sob controle.

Imagem: Fotolia. Arquivista

Manual Carreño

Em qualquer sociedade de qualquer época, há uma série de diretrizes cívicas que devem ser respeitadas por todos. É um conjunto de normas e valores que ao longo do tempo foram rotulados de diferentes maneiras: civilidade, civilidade, boas maneiras, formação do espírito, educação para a cidadania, etc. Independentemente do termo utilizado, é importante que toda a sociedade se comporte com critérios baseados no respeito e na boa educação.

Em 1853, o pedagogo e músico venezuelano Manuel Antonio Carreño publicou um livro sobre os princípios morais e as normas básicas de educação que devem orientar o comportamento dos jovens, popularmente conhecido como o "Manual Carreño". Na linguagem dos venezuelanos, quando alguém se comportava de maneira grosseira ou inapropriada, dizia-se que "ele não conhece Carreño".

Em seu tempo, foi um texto revolucionário

As normas de urbanidade e os princípios morais incluídos no manual foram considerados muito avançados para o seu tempo, uma vez que o texto foi dirigido aos dois sexos e no século XIX a educação das mulheres era uma raridade e só era orientada para os homens das classes superiores

Por outro lado, as autoridades educativas da Espanha incorporaram o manual no ensino primário.

Durante décadas, o manual foi reeditado periodicamente em diferentes países da América Latina e tornou-se uma referência moral por várias gerações. De um ponto de vista histórico, o texto de Manuel Antonio Carreño é muito útil para conhecer a mentalidade do século XIX e sua evolução ao longo do tempo.

Embora seja um documento que não se conecta com a realidade do século XXI, algumas de suas recomendações são perfeitamente válidas para qualquer época

Algumas recomendações do manual são muito curiosas para nossa mentalidade. No século XIX e no início do século XX, alguns padrões eram considerados obrigatórios: os tornozelos das mulheres tinham de ser cobertos e os lenços tinham que carregar as iniciais, os homens tinham que beijar a mão das damas e não podiam ir a lugar nenhum com o chapéu

Por outro lado, o texto de Carreño está impregnado de religiosidade e especifica que o cumprimento dos deveres sociais se destina a satisfazer a vontade de Deus.

O Manual apresenta algumas recomendações que têm validade absoluta para o nosso momento presente e para qualquer momento. Assim, é aconselhável respeitar os pais, ser educado e cortês com todas as pessoas, ajudar os mais necessitados, controlar a raiva e a vingança e não acumular dívidas.

Negligência médica (negligência)

A importância da negligência médica reside no fato de acarretar sérias conseqüências para o paciente e secundariamente para seus parentes, mas também o médico responsável pelo mau desempenho.

Imperícia ou imperícia médica é uma situação em que o fraco desempenho de um médico causa lesões físicas, psicológicas, permanentes ou mesmo a morte de um paciente.

A negligência também é considerada a falha na realização do diagnóstico, especialmente quando isso leva a um atraso na implementação de um tratamento que poderia mudar radicalmente o resultado, como no caso de pacientes com câncer que não são diagnosticada corretamente.

Estabelecer a existência de negligência médica é um pouco complicado. É necessário definir se a falha foi cometida pelo médico ou outro membro da equipe de saúde, se foi relacionada ao equipamento ou instrumentos utilizados e até que ponto o comportamento ou comportamento do paciente levou à ocorrência do dano.

Nem sempre a consequência adversa de um ato médico é uma negligência médica muitas vezes os tratamentos ou procedimentos envolvem riscos. Assim, na análise de cada caso envolveu especialistas e especialistas para esclarecer os fatos e conseguem estabelecer responsabilidades.

Existem várias situações que podem levar à negligência médica

Imperícia. A inadequação é uma situação na qual o médico comete um erro ao realizar um diagnóstico, um procedimento ou ao tratar uma condição para a qual não foi suficientemente treinado.

Imprudência. Neste caso, a lesão é um produto de ir além das diretrizes ou práticas aceitas contra uma doença ou distúrbio de saúde.

Não tendo o equipamento necessário. É possível que, quando um procedimento ou uma transferência seja realizada, haja complicações para as quais a solução não tenha suprimentos ou equipamentos adequados, dando origem ao aparecimento de sérias conseqüências e até a morte.

Consequências da negligência médica

A vítima de negligência médica pode ser afetada por danos ou lesões que poderiam ter sido evitados. É até possível que a negligência leve à morte do paciente.

Negligência para o médico pode ter sérias consequências. Em geral, a vítima ou seus familiares iniciam ações judiciais que podem levar ao médico deve dar uma compensação que pode ser uma compensação econômica. Em outros casos, o médico pode ser incapaz de continuar praticando sua profissão.

Imagem: Fotolia. philllbg, cipariss

Revolução Romena de 1989

Na década de 1980, o ditador romeno Nicolae Ceausescu e sua esposa Elena foram elogiados como os grandes líderes da nação comunista. O apoio popular não era espontâneo e sincero, mas fazia parte de uma estratégia de propaganda centrada no culto da personalidade do líder.

No cotidiano, os romenos eram controlados pelo aparato estatal e as pessoas eram submetidas a fortes restrições: cortes de energia nas residências causadas por escassez de energia, falta de comida e falta de medicamentos básicos.

Paralelamente, algumas minorias étnicas foram brutalmente perseguidas. A Romênia tinha dívidas financeiras significativas e estava à beira do colapso econômico. Neste contexto, a população teve que executar linhas infinitas para obter necessidades básicas.

Antes do processo revolucionário Ceausescu gozava de boa imprensa a nível internacional

As atrocidades durante seu período no poder foram logicamente silenciadas pela propaganda do Estado. Ao mesmo tempo, na mídia ocidental, a figura de Ceausescu foi avaliada positivamente, uma vez que ele se opusera à repressão dos soviéticos contra a Tchecoslováquia em 1968.

Em poucas semanas, uma ditadura que durou mais de 25 anos foi liquidada

Em dezembro de 1989, os habitantes da cidade de Timisoara expressaram seu desconforto em uma manifestação maciça contra a polícia secreta do ditador que reprimiu duramente os dissidentes políticos. Esta circunstância encorajou outros protestos no resto do país. A repressão das forças armadas causou centenas de mortes e milhares de feridos e muitos cidadãos foram detidos.

Em 21 de dezembro, o líder comunista dirigiu-se a toda a nação com a intenção de conter a onda de protestos e rotular os manifestantes como hooligans anti-sociais. Apesar disso, sua estratégia fracassou e na capital houve novos levantes que não puderam ser reprimidos pelas forças militares. Isso fez com que o ditador e sua esposa tentassem fugir de helicóptero, mas foram interceptados e detidos.

O palácio presidencial em que o ditador e sua esposa residiam foi incendiado pelas forças populares

Depois de três dias, ambos foram executados após um julgamento sumário perante um tribunal militar. A queda do ditador finalmente se tornou uma festa para o povo romeno.

A partir desse momento, um novo líder, Ion Iliescu, tornou-se o porta-estandarte de um movimento popular e um estágio de transição para um sistema democrático começou.

Uma das primeiras decisões tomadas pelo governo provisório foi a libertação de prisioneiros políticos

.

Imagem: Cruz Vermelha

Músculos e massa muscular

A importância dos músculos reside em que são estruturas essenciais para a ocorrência dos movimentos . Isso se deve ao fato de que eles são formados por uma série de fibrilas capazes de deslizar umas sobre as outras, permitindo que alterem seu tamanho encurtando ou esticando.

Estas fibras compõem o que é conhecido como massa muscular, com maior massa muscular, maior força muscular e resistência.

Existem três tipos de músculos no corpo, músculo estriado, músculo liso e músculo cardíaco.

Os músculos estriados são os principais músculos do corpo

Eles têm como principal característica que pode ser mobilizado à vontade .

Os músculos estriados são fixados nos ossos, seja pelas suas extremidades (tendões) ou, menos comumente, ao longo de todo o seu comprimento. Quando o músculo se contrai, fica mais curto, o que faz com que os ossos se aproximem. Um exemplo disso é quando flexionamos o cotovelo. Na parte da frente do braço está localizado um músculo chamado bíceps, que é inserido por sua extremidade superior na parte superior do osso do braço chamado úmero e na parte inferior do osso do antebraço, conhecido como raio. Quando o bíceps se contrai, o antebraço é trazido para mais perto do braço, dobrando o cotovelo. Para que o antebraço se estenda novamente, o músculo localizado atrás do braço chamado de tríceps, que tem o efeito oposto, deve ser encurtado.

Desta forma, vemos que os músculos são necessários para uma série de funções importantes que incluem:

– Execução de movimentos
– Manter posturas
– Manter o equilíbrio

Importância do músculo liso

O músculo liso está localizado nas vísceras. É parte da parede dos órgãos ocos e dos vasos sanguíneos sendo necessário que a propulsão do conteúdo localizado no interior ocorra. Esses músculos atuam sob o estímulo do sistema nervoso autônomo, de modo que não podem ser controlados pela vontade.

Os músculos lisos ao nível do sistema digestivo são responsáveis ​​pelos movimentos que permitem a digestão dos alimentos e transportá-los ao longo do trato digestivo.

No sistema respiratório, contribuem com estruturas chamadas cílios para a expulsão de secreções da via aérea.

O sistema urinário também tem músculo ao nível das estruturas tubulares que funcionam como um canal para o transporte de urina, bem como na bexiga. Neste último, a contração do músculo liso é importante para realizar a micção.

No trato genital, a contração muscular é essencial para a ejaculação e para o parto.

Os diferentes esfíncteres localizados no sistema digestivo e urinário são músculos. Estes são mantidos contratados para evitar perder o conteúdo e relaxam para facilitar sua saída.

Outra estrutura onde o músculo liso desempenha um papel importante é na parede dos vasos sanguíneos. De fato, a perda de tônus ​​muscular nas veias é a principal causa do desenvolvimento de dilatações conhecidas como varizes.

Importância do músculo cardíaco

O coração é constituído por um tipo especial de músculo conhecido como músculo cardíaco. É um tecido capaz de se contrair continuamente e permanentemente ao longo da vida, o que requer uma série de condições específicas para cumprir essa função.

Tal como acontece com o músculo liso, o músculo cardíaco atua sob o efeito do sistema nervoso autônomo, de modo que sua função não pode ser controlada pela vontade.

Imagem: Fotolia. Peter Hermes, High_Resolution

Auditoria Governamental e Comercial

Os processos e atividades que são executados nos setores público e privado devem ser supervisionados de alguma forma. Caso contrário, existem todos os tipos de riscos: perdas econômicas, procedimentos inadequados, hábitos de trabalho prejudiciais etc.

A atividade que é responsável por controlar e supervisionar a operação de algo é a auditoria e o profissional que executa essa tarefa é o auditor.

O princípio geral de qualquer auditoria é determinar se os processos estabelecidos no plano teórico correspondem à realidade

Como critério geral, a auditoria tem um sentido contábil. Através de uma análise minuciosa das contas de uma entidade, é possível determinar possíveis falhas na estratégia de negócios. Este mesmo critério é aplicável às contas de um órgão público.

Todo auditor faz uma avaliação sobre algo, seja contas, serviços, procedimentos ou qualquer aspecto que possa ser medido objetivamente. Como é lógico, para que sua tarefa seja realmente eficaz, é conveniente que você trabalhe com critérios imparciais e objetivos. Nesse sentido, a maioria das entidades contrata auditores externos para garantir a objetividade em suas avaliações e análises.

Os dados obtidos em uma auditoria são muito úteis

Seria incorreto pensar que o auditor está limitado exclusivamente a procurar possíveis deficiências. Seu trabalho também é uma ferramenta útil para determinar novas direções na estratégia organizacional de uma entidade. Nesta linha, a organização e estrutura de qualquer entidade deve ser monitorada periodicamente e sistematicamente.

Tipos de auditoria

Existem duas modalidades gerais: internas e externas. O primeiro é independente das atividades auditadas, mas não da organização (com essa abordagem, o auditor é impedido de ser juiz e parte ao mesmo tempo). Por outro lado, essas avaliações internas concentram-se na eficiência e eficiência da gestão e, ao mesmo tempo, servem como funções consultivas.

A auditoria externa é baseada na independência e, com ela, é feita uma tentativa de determinar se os controles são atendidos conforme planejado.

Além destas duas modalidades gerais, as tarefas de supervisão e controle podem se concentrar em todas as áreas: a qualidade de um serviço, sistemas de informação, contabilidade e atividade financeira, sistemas de segurança ou a gestão de recursos humanos.

Exame de sistemas de computador

Os sistemas informáticos de um organismo público ou de uma empresa privada devem ser controlados, caso contrário, todos os tipos de riscos podem ser gerados.

O especialista nesta área deve examinar o funcionamento adequado de programas e processos de computador e, ao mesmo tempo, levar em conta todos os aspectos legais associados à computação (proteção legal de programas ou irregularidades no manuseio de dados que poderia constituir um crime).

Imagem: Fotolia. Humor, Ilkercelik

"chato" Trigonometria

Tudo o que nos rodeia pode estar sujeito a alguma medida matemática. A lista de áreas de conhecimento onde as medições são usadas é praticamente infinita: urbanismo, astronomia, arquitetura, agricultura, topografia, geografia … essas e muitas outras disciplinas precisam de uma ferramenta matemática, a trigonometria. Longe de ser considerado chato, é um campo excitante quando se decide envolver-se.

A palavra trigonometria vem do grego e é formada pela palavra trigono, que significa triângulo, e por metro, que significa medida. Além da questão etimológica, este ramo da matemática se concentra no estudo dos ângulos e lados que formam triângulos. No entanto, direta ou indiretamente, a trigonometria está relacionada a outros ramos da matemática, especialmente com a geometria. Neste sentido, técnicas de triangulação são usadas em medições astronômicas, em sistemas de navegação ou em medições terrestres.

Em outras palavras, os triângulos são projetados nos céus, nos mares e na própria Terra.

A história da trigonometria começou há mais de 3000 anos

Os babilônios e os egípcios já tinham conhecimento preciso sobre os ângulos dos triângulos e, graças a isso, podiam construir as pirâmides e estabelecer medidas nas terras alagadas após as inundações do Nilo.

Diz-se que Tales de Mileto mediu a altura de uma pirâmide usando apenas um pequeno bastão e a sombra da pirâmide projetada no solo. Para realizar essa medição, ele teve que lidar com conceitos trigonométricos.

Com o teorema de Pitágoras, a relação entre os lados e a hipotenusa de um triângulo foi definida com precisão. O avanço nessa área da matemática foi ampliado graças aos estudiosos árabes do século X, pois foram eles que definiram as funções trigonométricas dos ângulos (seno, cosseno, tangente, cotangente, secante e cossecante).

Conhecendo o universo através de triângulos

Os conceitos básicos de trigonometria foram inicialmente aplicados no estudo de estrelas e constelações. Os sábios do mundo antigo observaram que as linhas que unem a Terra, o Sol e a Lua formam um triângulo. Para medir as distâncias entre as estrelas, foram utilizadas técnicas de paralaxe.

Parallax é a aparente mudança de posição de algo baseado na observação de diferentes pontos de vista.

Na paralaxe estelar, os ângulos formados por estrelas e planetas são medidos e esses cálculos nos permitem conhecer dados sobre as diferentes distâncias. A partir dos cálculos da trigonometria elementar é possível determinar a distância entre a Terra e qualquer estrela.

Imagem: Fotolia. yiorgosgr, macrovector

Estado Púnico-Cartago

Nas crônicas dos gregos e romanos, a cidade-estado de Cartago localizada no norte da África era descrita como um lugar incivilizado no qual seus habitantes se moviam. apenas para interesses comerciais. Essa ideia que chegou a nós não corresponde à verdade e a partir do século XIX os pesquisadores começaram a redescobrir o autêntico estado púnico-cartaginês

.

A luta pelo controle do Mediterrâneo

Em meados do terceiro século a. C os romanos começaram a conquista de novos territórios no Mediterrâneo

Por mais de duas décadas, Roma e Cartago lutaram para controlar as principais rotas marítimas. Os romanos foram vitoriosos e impuseram duras sanções aos vencidos. Neste contexto Aníbal, o filho de Amílcar Barca, decidiu se vingar de Roma e nas batalhas de Trebia e Cannas ele conseguiu derrotar as tropas romanas. O saldo final foi favorável a Roma, que conseguiu derrotar os cartagineses nas famosas Guerras Púnicas.

De acordo com vários estudos arqueológicos, Cartago foi fundada no século IX aC e os seus primeiros colonos foram os fenícios. Com o passar do tempo a cidade-estado tornou-se uma potência marítima e comercial e seus interesses acabaram colidindo com duas grandes civilizações: a Grécia e Roma.

Hoje sabemos que Cartago tinha instituições bem governadas e sua administração foi caracterizada por uma divisão entre o poder legislativo e o executivo

Sendo uma sociedade aberta em que os colonos de origem fenícia viviam com os colonos locais, os estrangeiros eram bem-vindos e podiam ocupar cargos na administração pública.

Do ponto de vista político, eles tinham uma constituição muito avançada para o seu tempo e o próprio Aristóteles reconheceu em seu trabalho a política. Na esfera econômica e social, os mercadores da cidade-estado eram um precedente histórico da burguesia.

Por seu turno, do ponto de vista urbano, a cidade foi projetada com critérios muito avançados: ruas perfeitamente projetadas, bairros com cisternas para armazenar água e casas com vários níveis onde oficinas de artesanato foram instaladas.

O povo cartaginense destacou-se pela sua actividade comercial no Mediterrâneo e graças à sua poderosa frota fizeram algumas expedições ao longo das costas africanas. Além disso, eram grandes agricultores que introduziram sistemas de irrigação inovadores.

O Império Púnico-Cartaginês

Por mais de trezentos anos, a cidade de Cartago ampliou suas colônias e redes comerciais em grandes territórios do Mediterrâneo: Sicília, Córsega, Sardenha, sul da Península Ibérica e norte da África.

Para alguns estudiosos, a chave para a sua expansão reside na sua avançada tecnologia de navegação e no seu espírito empreendedor.

Imagem: Fotolia. Leonid Andronov

Página 2 de 8

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén