Quando algo é banido, reprimido ou punido existe o risco de se ter o efeito oposto. Em muitas ocasiões, a censura da informação desencadeia uma reação de curiosidade na sociedade como um todo. Um bom exemplo disso é o efeito de Streisand.

Um fenômeno que deve seu nome à atriz Barbra Streisand

Em 2003, um jornalista americano levou milhares de imagens das costas da Califórnia com a intenção de coletar informações sobre os efeitos ambientais. Entre as fotografias que foram divulgadas estavam algumas das mansões da atriz norte-americana. Ao considerar que sua privacidade estava sendo invadida, a atriz entrou com uma ação de milhões de dólares contra o jornalista e um juiz tomou a decisão de fechar o site onde as imagens apareceram.

Seguindo essa decisão, as imagens que não puderam ser removidas receberam milhares de visitas. Bárbara tentou preservar sua privacidade, mas na realidade ela conseguiu o oposto. Isso nos lembra que muitas proibições acabam se tornando tentações.

Ao longo da história houve muitos episódios em que a proibição de algo se tornou uma tentação. Nesse sentido, muitas pessoas interpretam que, se algo é proibido, é porque tem um interesse especial.

Embora o efeito Streisand tenha uma relação estreita com a Internet e com a possibilidade de censurar determinados conteúdos, no final é uma questão mais simples, a atração pelo proibido.

Não faça isso

De acordo com a história bíblica, Deus ordenou que Adão e Eva não tomassem o fruto do paraíso. Sua desobediência teve consequências fatais, mas este episódio nos lembra que os seres humanos acham muito estimulante pular as regras e fazer o que não é permitido.

Assim, a lista de coisas que fazemos e não devemos fazer é interminável: tomamos doces quando estamos numa dieta, tomamos drogas conhecendo os riscos que assumimos, somos atraídos por proibições sexuais, etc.

Segundo alguns psicólogos, nos divertimos entrando no "lado negro" da vida. Desta forma, experimentamos um medo estimulante daquelas coisas que constituem um tabu.

A reação dos cidadãos contra a censura

Nos países democráticos, a liberdade de informação é considerada um pilar fundamental. Dessa forma, quando um juiz impede a disseminação de informações, é muito provável que sua decisão produza o efeito inverso.

Muitos dos livros que foram banidos finalmente se tornaram ícones culturais ou best sellers.

Imagem 1. Web, 2. Fotolia juandramirez